Arquivo da categoria ‘Informações’

Olá pessoas!!!

Como tenho muitos amigos indo agora ou já na reta final do processo e tenho visto surgirem dúvidas a respeito do assunto, resolvi escrever um post sobre isso. Apesar de ser agente de viagens, o que falarei aqui não deve ser tomado como verdade absoluta e podem existir outros pontos a serem considerados, esse post deve servir mais como um guia do que deve ser levado em conta ao se decidir pelo canal de compra, itinerário e até mesmo pela cia. aérea. E lembrem-se: cada um tem suas prioridades e necessidades, que devem ser levadas em conta. Caso surja alguma dúvida ou tenham algo a acrescentar, fiquem à vontade e deixem suas contribuições nos comentários!!!

A primeira dúvida entre todas sempre é com relação à passagem ou não pelos Estados Unidos. Isso vai depender de cada um, mas digo que, ultimamente, a diferença tem girado em torno (e quando digo em torno quero deixar claro que as tarifas mudam constantemente e que dependem de diversos fatores) de US$ 128,75… Isso para ida e volta de uma pessoa, levando em consideração que a saída é de Salvador e o destino é Québec (ville). Para quem já tem o visto, uma ótima chance de economizar, pois o dólar para emissão de passagens aéreas tem girado entre 1,65 e 1,70 nos últimos 30 dias. Mas para quem ainda não tem o visto, há outros pontos que devem ser levados em conta:

  • Considerando que moro em Salvador, devo pensar que, além dos custos com o visto, há gastos com transporte, hospedagem e alimentação (devo ir até Recife, Brasília ou Rio para tirar o visto), será que mesmo com tudo isso na ponta do lápis vale a pena?
  • Irei utilizar o visto apenas para a viagem ou vou aproveitar e visitar os Estados Unidos de vez em quando, após a minha chegada ao Canadá?
  • Quais são as minhas chances de ter o visto negado? – Apesar de sabermos que isso é algo um tanto quanto subjetivo, acredito que seja importante ponderar sobre isso, ou o dinheiro gasto será em vão. O importante aqui, na minha humilde opinião, é se assegurar de que tem como provar que tem dinheiro para ir aos Estados Unidos e que vai voltar ao Brasil após a sua visita. Se, de alguma forma, você não convencer o agente, o visto pode ser negado.

Segundo ponto: comprar ida e volta ou somente ida? Na minha concepção essa pergunta é válida somente para quem cogita comprar as passagens pela Air Canada. Para quem vai viajar pelas outras cias. aéreas, é mais interessante comprar ida e volta, porque é mais em conta. Para quem vai de Air Canada, comprando somente a ida eles oferecem a 3ª mala como cortesia, então podemos levar 03 malas de 32Kg. Mas isso vale apenas para imigrantes que estão indo ao Canadá pela primeira vez. Se você não vai precisar dessa mala extra, então compre ida e volta. A diferença de valor é, normalmente, o valor de uma mala extra – paga como excesso de bagagem. A vantagem é que, ao comprar somente a ida, basta entrar em contato com eles para avisar que vai levar essa mala, e o embarque dela está liberado. Sem correr risco de a aeronave já ter atingido o limite de peso e a sua mala ser recusada no check in.

Terceiro ponto: a escolha da cia. aérea é importante. Recentemente começou a rolar na internet a informação de que a Copa Airlines irá operar voos para Toronto, com conexão no Panamá, a  preços bastante competitivos. Uma ótima opção para quem precisa economizar, mas as aeronaves são confortáveis? Pensem que vamos fazer uma viagem longa, que não irá durar menos de 06 horas (levando em conta a conexão no Panamá, a viagem São Paulo / Panamá tem aproximadamente essa duração), então o conforto também é importante, ou a viagem que por si só já é estressante, se tornará um verdadeiro pesadelo. Eu e Alê viajamos para a República Dominicana com essa cia. no ano retrasado e achei que estava numa aeronave da Webjet. E não estou falando mal da Webjet, mas essa é uma aeronave sem muito espaço, então para voos curtos ok. Para uma viagem de mais de 6 horas? Não sei não… Quando chegamos ao destino, eu mal aguentava de dores nas pernas e o desconforto foi tão grande que quase não consegui dormir durante a viagem, que levou a madrugada. E quem me conhece sabe que tenho pouco mais de 1,60m.  Não sei por vocês, mas eu não quero passar por isso novamente.

Então, antes de se decidirem baseando-se somente nos preços, é bom falar com quem já conhece a cia. e pegar algumas referências. Uma vez tomada a decisão da cia. preferida, vamos ao último ponto: a decisão do canal de compra.

Hoje, com a internet, temos inúmeras opções, muitas inclusive, a ótimos preços (levando em consideração os preços aplicados aqui no Brasil). A compra de viagens através de milhas é algo  que realmente atrai muito as pessoas. E vale a pena, se formos cautelosos. E a cautela aqui significa comprar a viagem inteira em um único bilhete. Explico: para quem vai sair de Salvador, por exemplo, o ideal é comprar o trecho completo, saindo de Salvador. Comprar saindo de São Paulo com as milhas e a viagem Salvador / São Paulo separada não é vantajoso. Por quê??? Pelo simples fato de que você terá que se adequar à franquia de bagagem para voos nacionais (normalmente 02 peças de 23Kg). Se você comprar o itinerário completo, sua franquia será de 02 peças de 32Kg (uma grande diferença). Fora que as cias. aéreas não são obrigadas a acatar o excesso de bagagem (mesmo que você esteja disposto a pagar por ele).

Para mim, além dessa opção só há outras 02 viáveis: comprar direto da cia. aérea ou através de uma agência de viagens. Não considero sites como decolar.com e etc. confiáveis, pois já vi muitos casos de passageiros que compraram através de sites como esses e tiveram muitos problemas, como voos sem confirmação a 48 horas da partida. Isso é uma dor de cabeça.

Ao comprar direto da cia. aérea você tem uma referência, você sabe pra onde deve direcionar os seus esforços caso tenha problemas. Mas recomendo fortemente (e não é puxando a sardinha pro meu lado) a compra através de agências de viagens, pois há profissionais capacitados para te orientar da melhor maneira: pesquisando as melhores datas e tarifas e dizendo quais as melhores opções para cada perfil de cliente. Pra mim, ter alguém que me olhe nos olhos e me passe confiança é fundamental. Isso me dá mais tranquilidade, pois tenho um “rosto” ao qual recorrer quando precisar. Inclusive, vale ressaltar, os preços praticados são os mesmo das cias. aéreas e você terá a quem recorrer se tiver algum problema antes, durante ou após a sua viagem. Isso é uma dor de cabeça a menos. E às vezes pode custar muito caro tentar resolver tudo sozinho.

O post ficou longo, então termino por aqui! Bon voyage à tous!

Vivi

Anúncios