Saudade: de que lado?

Publicado: 09/08/2011 em Preocupações
Tags:

Nesta fase do campeonato, onde existem poucas etapas a serem cumpridas eis que me surgiu esta pergunta: de que lado está a saudade?

Deixa eu explicar para ficar mais fácil de entender. Alguns de nossos companheiros de “guerra” já estão lá, o que por si só já gera uma saudade grande, mas logo os veremos, então não tem grandes problemas. Mas quando estivermos do lado de lá , e espero que seja logo – logo mesmo, nós que vamos estar com saudades, mas saudades da familia e dos amigos que não convencemos a viajar conosco!

Então fica o recado para aqueles que estão chegando agora: aproveitem, aproveitem muito cada momento aqui, tudo será diferente depois. A praia não é salgada e só podemos ir no verão, não podemos falar tocando nas pessoas (muito típico aqui na Bahia), e esse calorzinho só nas férias quando viermos para cá!

Eu já estou com saudade, e você?

Post rapidinho pra que o pensamento não fique só comigo!

Até mais!

Alê!

Anúncios
comentários
  1. Fabio disse:

    Saudades, saudades e saudades….

    Eita! So de ver essa foto eu ja fiquei com saudades.

    Saudades de minha mãe, irmãos, dos amigos, da Família, da Família de Anne, de comer um acarajé sentado naquele banquinho ai da foto ao lado do Farol.

    Só mesmo um lugar como Québec para suportar estar tao longe dai.

    Então volto a repetir o que Alê “falou e disse”:

    Aproveita cada segundo!

    Abraços e beijos.

    Ah! Saudades grande de vocês dois.

    • Vivi e Ale disse:

      Poxa Binho… Nem me fale, a gente sente uma saudade retada de vocês, mesmo falando pelo skype… Fico imaginando quando chegarmos aí, como essa saudade vai mesmo aumentar… Acho que a gente vai sentir falta de coisas que nem imagina, mas acredito que isso deve diminuir com o tempo, ou a gente vai aprender a lidar melhor com isso… Tomara!! Hehehehehehe…

      Tamos tentando aproveitar, mas essa ansiedade que o processo traz às vezes atrapalha isso um pouquinho, né? Rs…

      Daqui a pouco a gente se encontra aí em Québec!!!

      Beijo!!

      Vivi
      Vivi

  2. Andre disse:

    fala, vivi…gostando de ver o blog ativo novamente…
    eu não tenho um pingo de saudades….e acho que não terei tão cedo…um lugar lindo como o nosso país cheio de coisas erradas acontecendo….

    Na época da criação….
    porque, meu Deus, o Japão eh tão desenvolvido e as pessoas tão disciplinadas, tudo é perfeito por lah…porque? – espera soh até ver os terremotos que mandarei pra lah….

    Porque, Deus, a Alemanha, é tão desenvolvida intelectualmente e a produção lah é tão imensa, tudo é tão perfeito por lah, por que? – espera soh até ver o líder que eu vou colocar lah (hitler…)

    Agora, e o Brasil, meu deus….esse lugar é perfeito, clima maravilhoso, praias lindas, rios lindos e ricos, terra maravilhosa para cultivar, acho que o senhor exagerou…por que? – espera soh até ver o povo que eu escolhi pra lá.

    (era mais ou menos assim)
    saudades sim dos familiares e amigos próximos e ponto.
    acho que a vontade de partir não me deixa imaginar a saudade que eu possa sentir….imagine soh andar com dinheiro na mão sem medo de ser assaltado….devo sentir saudades daqui….será?

    beijao e adorei a reativação do blog.

    • Vivi e Ale disse:

      Oi André!!

      Tá vendo aí que até os blogs em coma há mais de 50 mil anos voltam à ativa?? Rsrsrsrsrsrs…

      Eu também fico pensando que nem você na maior parte do tempo, mas vejo algumas pessoas que conheço e moram fora e percebo que às vezes as pessoas “esquecem” todas as coisas ruins daqui e só lembram das coisas boas… E ainda pensam que tudo está exatamente como deixaram, não percebem a piora em diversos aspectos… Aí fico pensando se isso vai acontecer comigo também. Talvez não, porque tendo a ficar mais revoltada com certas coisas que acontecem aqui do que outras pessoas, mas como nunca morei fora, só vou saber na vera quando chegar do lado de lá… Enquanto isso não acontece, ficamos aqui, imaginando como seria se… Rsrsrsrsrs…

      Adorei essa sua historinha!!! Concordo com ela 100%!!!

      Espero, como você, não sentir saudades da terrinha tão cedo… Saudade da família a gente vai mesmo sentir, mas acho que talvez a gente passe a aproveitar mais os momentos juntos, por conta da distância toda… E acredito que com o tempo a gente aprende a lidar com essa saudade, afinal a gente não pode ter tudo que quer, né? Temos que fazer concessões… Senão eu até pensava em levar um pedacinho da praia aqui do Porto da Barra comigo (mas sem aquele bando de gente oferecendo cadeira e jogando lixo na areia)… Rsrsrsrsrsrsrs…

      Vamos ver se Alê dá conta de atualizar o blog sozinho, tô tirando umas “férias” do meu cargo de escritora, só vou ficar respondendo aos comentários, senão nunca ninguém vai receber resposta nenhuma… Alê não sabe fazer as relações públicas… Rsrsrsrsrsrs… Mas eu to aqui supervisionando tudo, qualquer coisa, eu mando meu estagiário embora!!! Rsrsrsrsrsrs…

      Beijo!!

      Vivi

      • Andre disse:

        vivi, curta essa frase de jobim que traduz bem o sentimento que fica no ar

        “Morar fora é bom mas é uma merda. Morar no Brasil é uma merda mas é bom”

        Nossa constante insatisfação (em relação a tudo) e o peso da falta dos amigos e familiares….
        Fora isso, o Brasil é um lugar “exótico” pra você contar histórias aos literados estrangeiros….
        vamo que vamo….setembro tah chegando….

        beijao….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s